Palestrantes

ABES AULA GRAVADA

ALCEU GUÉRIOS BITTENCOURT

Presidente Nacional da ABES

ALESSANDRO SIQUEIRA TETZNER

Vice-Presidente Nacional da Assemae

ANDRÉ LUIZ MARGUTI

Engenheiro da Worley, membro da Câmara Técnica de Dessalinização e Reuso - ABES

ANDRÉ SCHRAMM BRANDÃO

Engenheiro de Tecnologia e Desenvolvimento da Cagece

CARLOS ALBERTO PERDIGÃO PESSOA

Superintendência de Planejamento de Recursos Hídricos da ANA

CARLOS AUGUSTO DE LEMOS CHERNICHARO

Coordenador do INCT ETEs Sustentáveis

CARLOS COELHO

Presidente da APRH

CARLOS E. M TUCCI

Diretor e sócio da Rhama Consultoria Ambiental

CELIA REGINA RENNÓ

Diretora da ABES

CÉSAR FACCIO

Secretário Executivo da Coalizão de embalagens em Geral

CRISTIANO JOSÉ DA SILVA

Presidente ABES Seção Pernambuco

FILIPE DUARTE SANTOS

Presidente do CNADS - Portugal

GUSTAVO RAFAEL COLLERE POSSETTI

Coordenador da Câmara Temática de Tratamento de Esgotos da ABES

GUSTAVO ZARIF FRAYHA

Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de São Paulo – ARSESP

HELDER DOS SANTOS CORTEZ

Diretor de Unidade de Negócios do Interior da Cagece

JAIME MELO BAPTISTA

Presidente do LIS-Water - Portugal

JOANA PINTO COELHO

Grupo Águas de Portugal

JOAQUIM POÇAS MARTINS

Professor da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto - Portugal

JORGE WERNECK

Diretor da Adasa

JOSÉ CARLOS MIERZWA

Chefe do Departamento de Eng. Hidráulica e Ambiental da POLI

JOSÉ ERASMO BARREIRA

Poeta e Profeta da Chuva - Quixadá - Ceará

JOSÉ FERNANDO THOMÉ JUCÁ

Prof. da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

JOSÉ SALDANHA MATOS

Professor Catedrático do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa - Portugal

JOSIVAN CARDOSO MORENO

Coordenador Nacional da Câmara Temática de Recursos Hídricos da ABES

JULIANA DUTRA

Coordenadora Câmara Temática Prestação de Serviços da ABES

JULIO CESAR GONCHOROSKI

Diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar

KARINA DE MOURA COSTA ALENCAR

Coordenadora adjunta da CT de Dessalinização e Reúso ABES

LEONARDO ROGGEN E SILVA

engenheiro executivo da Higra

LÍGIA COSTA PINTO

Presidente da APESB

LOURDINHA FLORENCIO

Departamento de Engenharia Civil e Ambiental da UFPE

LUIZ FERNANDO ORSINI DE LIMA YAZAKI

Câmara Temática de Drenagem e Manejo de Águas Pluviais da ABES

MARCEL COSTA SANCHES

Secretário-Geral da ABES / Superintendente de Assuntos Regulatórios da Sabesp

MARCO ANTONIO LOPEZ BARROS

Superintendência de Gestão de Empreendimentos da Sabesp

MARCOS HELANO FERNANDES MONTENEGRO

Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal - ADASA

MARISA GUIMARÃES

Coordenadora da Câmara Temática de Regulação e Tarifa da ABES

MIGUEL ALVARENGA FERNANDEZ Y FERNANDEZ

Presidente da ABES Seção RJ

MONICA BICALHO

Coordenadora da Câmara Temática de Saneamento Rural/ABES

NEURI CAVALCANTE DE FREITAS

Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento - AESBE

PAULO ANTUNES

Diretor de relações institucionais – Aegea Centro Oeste

PAULO RAMÍSIO

Presidente da Assembleia Geral - APESB

PAULO SALDIVA

Médico patologista, professor universitário e pesquisador brasileiro

PEDRO ÁLVARO

Águas do Tejo Atlântico, Membro do Conselho Diretivo da APESB

PEDRO MIGUEL BASTOS

Diretor de Operações e Manutenção das Águas do Norte - Portugal

PERCY SOARES NETO

Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto - ABCON

RENATA RUGGIERO

Diretora Presidente do Instituto Iguá de Sustentabilidade

RICARDO ROVER

Coordenador da Câmara Temática de Gestão de Perdas e Eficiência Energética - ABES

RODRIGO CAMPOS DE OLIVEIRA

Fundador da Green Mining

RODRIGO HEPP

Gerente de Serviços Técnicos da Hydranautics - América Latina

RODRIGO PROENÇA DE OLIVEIRA

Professor do Instituto Superior Técnico – Universidade de Lisboa e Consultor na Bluefocus - Portugal

RONALDO ANDREOS

Gerente de Geração Distribuída – Comgás

ROSEANE MARIA GARCIA LOPES DE SOUZA

Coordenadora Câmara Temática de Resíduos Sólidos da ABES

RUI CUNHA MARQUES

Universidade de Lisboa - Portugal

SAMANTA TAVARES DE SOUZA

Coordenadora do Comitê Nacional de Qualidade da ABES (CNQA)

SÉRGIO AYRIMORAES

Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)

SÉRGIO MURILO GUIMARÃES

Analista de Gestão da Diretoria Regional do Interior - Compesa

SIMONE SIMÕES

Sabesp

SUSANA NETO

Presidente da Assembleia Geral – APRH

SUZANA MONTENEGRO

Diretora- Presidente da Agência Pernambucana de Águas e Clima- APAC

VANESSA BRITTO

Diretora Regional da ABES Nordeste

VASCO BRANCO

Especialista da Universidade de Lisboa - Portugal

WLADIMIR ANTONIO RIBEIRO

Manesco, Ramires, Perez Azevedo Marques

ABES AULA GRAVADA

ALCEU GUÉRIOS BITTENCOURT

Presidente Nacional da ABES. Engenheiro Civil pela Universidade Federal do Paraná, pós-graduado em Engenharia Hidráulica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, com especialização em Administração Financeira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Foi Presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES – Seção São Paulo, nos Biênios 2013/15 e 2015/17 e atualmente é Presidente nacional da ABES. Foi Presidente do 29º Congresso da ABES. Integrou a Comissão Temática do Fórum Mundial da Água 2018, realizado no Brasil. Foi presidente, como representante da ABES, do Conselho de Orientação da Arsesp, agência paulista de regulação de serviços de saneamento. É Diretor Superintendente da COBRAPE – Cia. Brasileira de Projetos e Empreendimentos.

ALESSANDRO SIQUEIRA TETZNER

Engenheiro Civil pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, com pós-graduação em Gestão de Negócios pela Universidade São Francisco. Especialização em Estratégia Seis Sigma, Auditor Líder em Sistemas de Gestão (Qualidade, Meio Ambiente, Responsabilidade Social, Saúde e Segurança Ocupacional). Atua como Gerente de Gestão da Qualidade e Relações Técnicas da Sanasa de Campinas (SP) e também é Vice-Presidente Nacional da Assemae.

ANDRÉ LUIZ MARGUTI

Engenheiro Ambiental, Doutor e Mestre em Engenharia Hidráulica e Sanitária pela POLI-USP, na área de Tratamento de Águas de Abastecimento, Águas Residuárias, de Lodo e para Reúso. Atualmente ligado à Worley (Advisian), desempenha o papel de Líder Técnico em Águas, especialista em Processos de Tratamento de Água e Efluentes, participando de Estudos de Concepção, Projetos Básicos e Projetos Executivos de Infra-estruturas de Saneamento Básico e Ambiental.

ANDRÉ SCHRAMM BRANDÃO

Profissional com mais de 20 anos de experiência em funções de engenharia, destes mais de 11 anos em cargo de gestão no setor industrial de saneamento, tendo realizado consultorias para a indústria e comercio na área de engenharia de segurança do trabalho e Marketing de Produtos/Serviços inovadores no setor de construção civil. Atuou como gerente de pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica (a exemplo do estudo da diversificação da matriz hídrica para Região Metropolitana de Fortaleza, dessalinização, e Complexo Industrial do Porto do Pecém, reuso), gerente de obras e auditor para homologação e aplicação de novos materiais e equipamentos em sistemas de saneamento básico. Desenvolveu projetos e pesquisas com softwares de geoprocessamento (Transcad e Arcgis), simulação computacional em engenharia (ANSYS, EPANET e CYPECAD Metal 3D) e sistemas supervisórios (Scoot e Elipse). Possui mais de 5 anos de experiência laboratorial em pesquisas analíticas com projeto de ciência aplicada em materiais cerâmicos e poliméricos, com uma visão multidisciplinar (física, química e biologia), para inovação e desenvolvimento de novos negócios. Tenho mais de 15 anos de experiência acadêmica como docente em cursos pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho, disciplina de gestão de risco, bem como na graduação em engenharia civil e tecnólogo de edificações. Membro PMI, com certificação em andamento.

CARLOS ALBERTO PERDIGÃO PESSOA

Engenheiro Civil pela Universidade Federal do Ceará (1999), com Mestrado em Hidráulica e Saneamento pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (2002). Pertencente ao quadro de Especialistas da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico desde 2003. Nos últimos oito anos vem trabalhando na Superintendência de Planejamento de Recursos Hídricos da Agência, coordenando estudos sobre planejamento, gestão e uso dos recursos hídricos.

CARLOS AUGUSTO DE LEMOS CHERNICHARO

Graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais (1977), mestre em Engenharia Sanitária pela Universidade Federal de Minas Gerais (1985), doutor em Environmental Engineering pela Newcastle University - Inglaterra (1990) e pós-doutorado pela University of New South Wales - Austrália (2008). Trabalhou em empresas de consultoria do setor de saneamento até 1986 e, entre 1991 e 2019, como professor e pesquisador lotado no Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente, é professor titular aposentado colaborador na UFMG e pesquisador nível 1A do CNPq. Tem experiência na área de Engenharia Sanitária, com ênfase em Tratamento de Águas Residuárias, atuando principalmente nos seguintes temas: tratamento anaeróbio de esgoto, reatores UASB, pós-tratamento de efluentes de reatores anaeróbios, filtros biológicos percoladores, controle de emissões gasosas e aproveitamento energético a partir do biogás e do lodo.

CARLOS COELHO

Carlos Coelho é Professor Auxiliar com Agregação no Departamento de Engenharia Civil da Universidade de Aveiro, onde completou, em 2005, o Doutoramento em Engenharia Civil, na área da Engenharia Costeira. É responsável por diversas Unidades Curriculares no domínio da Hidráulica do Mestrado Integrado em Engenharia Civil, da Universidade de Aveiro. É o Presidente da Comissão Diretiva da Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos e é membro da delegação Portuguesa da PIANC - The World Association for Waterborne Transport Infrastructure. A produção científica que resulta da investigação desenvolvida está publicada em numerosos artigos de revistas científicas internacionais e nacionais, e em artigos de atas de congressos internacionais e nacionais. Orientou várias teses de doutoramento e dezenas de dissertações de mestrado, orientando ainda diversos trabalhos em desenvolvimento. Integrou a Comissão de Acompanhamento do Grupo de Trabalho do Litoral e colabora em trabalhos de consultoria ao exterior, na elaboração de estudos de ordenamento costeiro, dinâmica sedimentar e comportamento hidrológico.

CARLOS E. M TUCCI

Engenheiro Civil e MSc em Engenharia de Recurso Hídricos pela UFRGS, PhD Colorado State University, USA; professor titular aposentado do IPH/UFRGS, proprietário e diretor da Rhama Consultoria Ambiental; Consultor de empresas nacionais e internacionais como Vale, Itaipu Binacional, Banco Mundial, BID, entre outros; atua em Hidrologia, Recursos Hídricos, Águas Urbanas, Modelagem de processos hidrológicos e ambientais de sistemas hídricos e urbanos; Publicou > 500 artigos e cerca de 15.000 citações no Google Acadêmico. Prêmios Nacionais e Internacionais, destacando O International Hydrology Prize dado pela IAHS, Unesco e OMM em 2011.

CELIA REGINA RENNÓ

Engenheira civil com especialização em engenharia sanitária pela EEUFMG, realização de engenharia ambiental no Illinois Institute of Technology de Chicago em 1981/82, especialização em gerenciamento de recursos hídricos na Universidade de Lund, Suécia , MBA em Gestão Estratégica de Empresa de Saneamento pela Fundação João Pinheiro (2002) e pela Fundação Dom Cabral (2004). Desde 1983 é funcionária da Companhia de Saneamento de Minas Gerais tendo trabalhado nas áreas de projetos, de recursos hídricos e meio ambiente e de pesquisa e desenvolvimento operacional e tecnológico. Atua hoje no Gabinete da Presidência da empresa. Foi presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – Seção Minas Gerais – de 2011 a 2015, coordenou a Câmara Temática de Recursos Hídricos da ABES, atuou em diversos comitês de bacia representando as entidades técnico cientificas e hoje representa a ABES no CNRH.

CÉSAR FACCIO

Engenheiro mecânico formado pela Unicamp com especialização em Administração pela FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado e Engenheiro Atuou na gestão industrial nas áreas de qualidade e produção em empresa multinacional do segmento de pneus, posteriormente foi responsável pela gestão da coleta e destinação ambientalmente adequada dos pneus inservíveis no território Nacional para os fabricantes de pneus. Atualmente como Secretário Executivo da Coalizão Embalagens, entidade gestora de Logística Reversa de Embalagens em Geral, única entidade a assinar o Acordo Setorial de Embalagens em Geral.

CRISTIANO JOSÉ DA SILVA

FILIPE DUARTE SANTOS

Filipe Duarte Santos, professor catedrático jubilado da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (UL), é Presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável e Director do Programa de Doutoramento em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável das Universidades de Lisboa e Nova de Lisboa. Foi review editor do 5º Relatório do IPCC. Integra o grupo de investigação Climate Change Impacts, Adaptation and Modeling (CCIAM), do “Center for Ecology, Evolution and Environmental Changes” (cE3c) da UL. Publicou mais de 160 artigos científicos em revistas internacionais indexadas e vários livros de Física, Alterações Globais e Alterações Climáticas. O último, publicado em 2021, é: Time, Progress, Growth and Technology. How Humans and the Earth are Responding, Springer.

GUSTAVO RAFAEL COLLERE POSSETTI

Gustavo Rafael Collere Possetti é Doutor e Mestre em Engenharia Elétrica e Informática Industrial, pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), com especialização em Fotônica em Engenharia e em Automação em Processos de Petróleo e Gás Natural. Possui graduação em Engenharia Elétrica, com ênfase em Eletrônica e Telecomunicações, pela UTFPR; e, em Engenharia Ambiental, pela Universidade Federal do Paraná. É gerente de pesquisa e inovação da Companhia de Saneamento do Paraná. Desenvolve projetos com foco em sustentabilidade, com destaque para bioenergia e eficiência energética. Atua também nas áreas de instrumentação, metrologia e métodos quantitativos. Trabalha no setor de saneamento ambiental há mais de 10 anos. É autor de mais de 150 publicações técnico-científicas. É professor do Programa de Mestrado Profissional em Governança e Sustentabilidade do Instituto Superior de Administração e Economia do Mercosul. É integrante do comitê gestor do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto. É coordenador da Câmara Temática de Tratamento de Esgoto da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) e diretor da ABES-Paraná.

GUSTAVO ZARIF FRAYHA

Engº Gustavo Zarif Frayha • Diretor de Regulação Técnica e Fiscalização dos Serviços de Saneamento Básico- ARSESP/SP. • Engenheiro Civil FAAP– São Paulo; • Mestre (Stricto Sensu) em Saneamento e Ambiente- Unicamp • Pesquisador do FLUXUS- Redes Técnicas e Sustentabilidade Sócioambiental- Unicamp; • Atividades Anteriores: • Especialista em Infraestrutura Sênior- Governo Federal; • Subchefe Adjunto de Infraestrutura- Casa Civil/SAM; • Diretor de Administração; e de Gestão das UPs/OSs- MCTIC; • Secretaria de Saneamento Ambiental do Mcidades: Chefe de Gabinete e Secretário Nacional Substituto • Diretor Presidente do DMAE/ Poços de Caldas; • Secretário de Planejamento- P. Caldas; • Diretor Técnico de Empresas de Pavimentação e Infraestrutura; • Professor da Faculdade de Engenharia Civil– P. Caldas.

HELDER DOS SANTOS CORTEZ

Diretor da Companhia de Água e Esgoto do Ceará - CAGECE, é Químico Industrial pela Universidade Federal do Ceará – UFC, funcionário da Cagece há 39 anos. É especialista em Saneamento Rural, consolidou e replicou o modelo de gestão SISAR no Ceará, apresentou este trabalho para o Brasil, a América Latina, África e Ásia. É Coordenador adjunto da Câmara Temática de Saneamento Rural da ABES. É representante da Cagece no Conselho Estadual dos Recursos Hídricos – CONERH, membro permanente do Comitê Integrado de Convivência com a Seca do Ceará. No ano 2014, recebeu do Governo do Estado a Medalha de Mérito Funcional por trabalhos de ações de convivência com a Seca.

JAIME MELO BAPTISTA

Engenheiro civil especializado em engenharia sanitária. Presidente do Lisbon International Centre for Water (LIS-Water) e investigador-coordenador do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC). Vogal do Conselho Nacional de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CNADS). Presidente do Conselho Estratégico da Parceria Portuguesa para a Água (PPA). Comissário de Portugal ao 8.º Fórum Mundial da Água (2017-2018). Consultor internacional em políticas públicas e regulação da água (2015-2017). Membro do conselho de administração (2012-2016) e do conselho estratégico (2010-2014) da International Water Association. Presidente da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (2003-2015). Diretor da revista Ambiente 21 (2001-2003). Diretor do departamento de hidráulica (1990-2000) e chefe do núcleo de hidráulica sanitária (1980-1989) do LNEC.

JOANA PINTO COELHO

Joana Pinto Coelho (Female) holds a degree in Environmental Engineering at AdP Serviços Engineering Department working for 16 years on the water and sanitation sector. She has strong experience in risk assessment and risk management in the urban water cycle, water safety plans and sanitation safety planning, performance assessment and benchmarking, climate change mitigation and adaptation and water reuse, namely for agricultural, urban, recreation and environmental uses. Presently she is involved in several R&D projects, working with the Corporate Innovation area of AdP Group. Under this role, she is participating in projects like LIFE Phoenix that seeks to study and demonstrate a novel modular and flexible solution for the sustainable and safe production of reclaimed water that meets WWREU quality for agricultural irrigation. She is working also in FRISCO Project - managing fire-induced risks of water quality contamination, which aims to quantify the impacts of wildfires on water quality and develop a combined fire and contaminant modelling approach, able to assess contamination risk for different land use, forest management and climate patterns.

JOAQUIM POÇAS MARTINS

Professor da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Presidente da Ordem dos Engenheiros – Região Norte (OERN) e consultor internacional no sector da água. É ainda Secretário-Geral do Conselho Nacional da Água de Portugal, Director da Secção de Hidráulica, Recursos Hídricos e Ambiente da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e sócio fundador da empresa GIDEA/Innovation and Development for the Water Industry. É licenciado em Engenharia Civil pela FEUP, Master of Science em Public Health Engineering e PhD pela Universidade de Newcastle-upon-Tyne, em Inglaterra. É ainda diplomado em Alta Direcção Empresarial pelo IESF da Universidade de Navarra, Espanha. É Doutorado e Agregado em Engenharia Civil pela Universidade do Porto. Foi Secretário de Estado do Ambiente e do Consumidor, presidente executivo das empresas Águas de Portugal, EPAL – Lisboa, Águas do Douro e Paiva, Águas de Gaia, responsável pela reestruturação da Águas do Porto e vice-presidente do Município de Vila Nova de Gaia.

JORGE WERNECK

Jorge Werneck é Doutor em Hidrologia. Atua como Diretor da ADASA desde 2017. É Governador e membro da Diretoria (Bureau) do Conselho Mundial da Água (World Water Council). É pesquisador da Embrapa desde 2001. Foi coordenador temático do 8º Fórum Mundial da Água (Brasil, 2018). Foi vice-presidente da Associação Brasileira de Recursos Hídricos – ABRHidro e da Associação Brasileira de Agências de Regulação – ABAR. Presidiu por 2 mandatos o Comitê de Bacia do Paranaíba-DF. É autor de livros e publicações com mais de 2000 citações no Google Acadêmico.

JOSÉ CARLOS MIERZWA

Pós-doutorado na Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas de Harvard (2011), livre docência na Escola Politécnica da USP (2009), doutorado em Engenharia Civil [Sp-Capital] pela Universidade de São Paulo (2002), mestrado em Tecnologia Nuclear pela Universidade de São Paulo (1996). Professor pesquisador da Universidade de São Paulo, desde maio de 2003, Chefe do Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental, da Escola Politécnica, desde agosto de 2019.

JOSÉ ERASMO BARREIRA

Nascido na região de Quixadá - Ceará, sertanejo de 73 anos, atualmente aposentado. É viúvo, Pai e Avô. É Agricultor, Poeta, Radialista e Profeta da Chuva (sua paixão). Membro desde o início do Encontro dos Profetas da Chuva, realizado no interior do Ceará, no município de Quixadá. As previsões de Erasmo representam uma tradição que ele traz dos avós. Sua pesquisa é baseada em árvores, aves, e até formigas e abelhas.

JOSÉ FERNANDO THOMÉ JUCÁ

Professor titular da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Pesquisador do CNPq. Coordena o Grupo de Resíduos Sólidos/Geotecnia Ambiental (GRS/UFPE), onde coordena vários projetos financiados por agências de fomento e empresas nas áreas de geotecnia ambiental e tecnologias de tratamento de resíduos sólidos urbanos.

JOSÉ SALDANHA MATOS

José Saldanha Matos é Professor Catedrático do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa (IST-UL), da área disciplinar de Ambiente e Recursos Hídricos. Foi Presidente de Departamento (2019-2020) e Vice-Presidente (2015-2017) e Presidente (2017-2019) da European Water Association. É atualmente Presidente da Parceria Portuguesa para a Água (PPA)(2020-). Sócio fundador da Empresa Hidra, Hidráulica e Ambiente, em 1992, é co- autor de mais de 350 publicações e cerca de 400 estudos e projetos. Ganham relevo os estudos e projetos de abastecimento de água e saneamento para cidades de Angola, Cabo Verde, Moçambique, Portugal e Tanzânia.

JOSIVAN CARDOSO MORENO

Graduado em Tecnologia em Controle Ambiental, Mestre em Engenharia Sanitária e Ambiental. É Assistente de Relações Institucionais e coordenador da CT de Recursos Hídricos da (ABES). Foi Diretor Nacional da ABES pela Região Nordeste e Presidente da no RN. Foi Presidente da URBANA/Natal-RN. Foi Diretor Presidente do Instituto de Gestão das Águas do RN (IGARN). Coordenou o Fórum Organismos Gestores de Recursos Hídricos (FNOGA). Coordenou no RN os Programas Água Doce e de Combate a Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Secas, a Área Ambiental do Programa Potiguar (PSP) e o Estudo Impacto Socioambiental do Projeto RN Sustentável, (SEMARH-RN/Banco Mundial).

JULIANA DUTRA

Graduada em Comunicação Social pela UNESP; especializada em Gestão e Marketing pela FGV, IMI e ESPM; MBA em Pesquisa de Mercado, Mídia e Opinião pela ESPM; especialização em Sociologia das Emoções do Trabalho - USP; Storytelling e Transmídia - ESPM; Inovação (ambiente, pessoas e processos) - IEC e Gestão do Relacionamento e Estratégia - Kellogg USA. Coach formada e pós graduada pelo ICI "“ Integrated Coaching Institute e Escola Politécnica de Jyväskylä/Team Academy - Finlândia. Desde 1999, atuação simultânea nas áreas de Estratégia e Relacionamento com Clientes em empresas de grande e médio porte, nos segmentos financeiro, serviços, utilities e tecnologia. Em 2008 passou a coordenar projetos ligados a políticas públicas de sustentabilidade, educação, saúde, energia elétrica e saneamento. Mediadora em programas de desenvolvimento humano e palestrante nas áreas de Estratégia e Inovação; Gestão da Informação; Gestão de Projetos Sociais; Metodologias Inovadoras em Educação e Gestão de Clientes.

JULIO CESAR GONCHOROSKI

Graduado em Oceanografia Biológica – Fundação Universidade do Rio Grande (1985); Curso de Manejo de Áreas Protegidas – Universidade de Estado do Colorado (1998); Mestrado Geologia Costeira – Universidade Federal da Bahia (1998); Ampla experiência há mais de 30 anos na Área Ambiental nos principais Órgãos Ambientais e Projetos de Conservação de Espécies Ameaçadas do país, especialista em implantação e gestão de Unidades de Conservação, em especial o Uso Público, Visitação e concessão de serviços, Experiência Profissional – (últimos 10 anos). • Superintendente no Estado do Paraná do IBAMA (2016/2019); • Consultoria e Assessoria em Estudos de Viabilidade Econômica, Ecoturística e Ambiental, Propostas de Criação e Ampliação de Unidades de Conservação (2014/2016); • Coordenador do Setor de Uso Público Parque Nacional do Iguaçu/PR – ICMBio (2011/14); • Coordenador Geral de Visitação DIREP – ICMBio (2008/10);

KARINA DE MOURA COSTA ALENCAR

Graduada em Economia pela PUC-Rio, e mestranda em Engenharia Ambiental e Sanitária pela UERJ. Na CEDAE desde 2009, atualmente chefe de departamento administrativo-financeiro da Diretoria Técnica de Projetos, realiza trabalhos de gestão, inovação e eficiência. Palestrante da companhia no III Micro Congresso CEDAE (nov 2013), no Micro Congresso CEDAE UERJ (nov 2013), no 2° Seminário Nacional do Meio Ambiente e Reúso e Gestão de Água na Indústria e Segmentos Produtivos Organizados, SC (set 2019), no 30° Congresso de Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental ABES, RN (jun 2019) abordando o tema do Reúso nas ETE´s e o impacto do saneamento básico no desenvolvimento dos estados. Pesquisadora membro do Convênio CEDAE- UERJ 022/2019 para implementação do reuso de águas residuárias na RMRJ. Concedeu entrevista à Revista Meio Ambiente Industrial (ed 140) abordando a vantagem econômica na adoção do reúso em canteiros de obras e condomínios. Coordenadora adjunta da CT de Dessalinização e Reúso ABES. Membro Pesquisadora do grupo Monitora Corona - CEDAE - Monitoramento Espaço Temporal da Concentração de Sars-Cov-2 na esgotos sanitários da RMRJ, CEDAE, ABES, Secretaria de Saúde Fiocruz, Coppetec. Membro do Comitê Guandu - CTSB - representante da ABES.

LEONARDO ROGGEN E SILVA

Possui formação em Engenharia Sanitária pela Universidade Federal de Santa Maria, mestrando em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela USP. Foi bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul e possui experiência no desenvolvimento de projetos de pesquisa em hidrologia e hidráulica para abastecimento. Atualmente é engenheiro executivo da HIGRA, focado na entrega de sistemas hidráulicos completos de bombeamento e de geração hidrelétrica.

LÍGIA COSTA PINTO

Lígia Pinto, Doutorada em Economia pela Universidade da Carolina do Sul, EUA. É professora Associada com Agregação do Departamento de Economia, Universidade do Minho; e Investigadora integrada do NIPE- Núcleo de Investigação em Políticas Públicas, onde tem realizado investigação nas áreas da economia do ambiente (valoração ambiental), economia circular, economia comportamental e experimental. Os resultados da sua atividade de investigação encontram-se publicados em artigos em revistas científicas internacionais, capítulos de livros e participações em conferências internacionais. Atualmente é presidente da Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental - APESB.

LOURDINHA FLORENCIO

Engenhara Civil (UFPE), Mestre em Hidraulica e Saneamento (EESC-USP), Doutora em Ciências Agrícola e Ambiental (Universidade de Wageningen-Holanda). Especialista em Engenharia Sanitária (UFC), Tratamento Anaeróbio de Efluentes (IHE/DELFT-Holanda) e Gestão Ambiental (IMC-Japão). Professora Titular do Departamento de Engenharia Civil da UFPE, Comendadora da Ordem Nacional do Mérito Científico (MCTI), Pesquisadora do CNPQ. Membro da Academia Pernambucana de Engenharia (APEENG) e da Academia Pernambucana de Ciências (APC). Membro do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Estações de Tratamento de Esgoto Sustentável (INCT ETEs Sustentáveis), coordenado pela UFMG. Filiada à ABES desde1978, e a IWA desde 1986.

LUIZ FERNANDO ORSINI DE LIMA YAZAKI

Engenheiro civil pela Escola Politécnica da USP; coordenador de projetos, consultor e especialista em recursos hídricos, controle de poluição hídrica, drenagem e manejo de águas pluviais urbanas. Foi coordenador técnico-científico da cooperação Brasil-Itália em Saneamento Ambiental (pelo Ministério das Cidades), coordenador da área de manejo de águas pluviais da FCTH/Poli-USP, coordenador de projetos e planos de drenagem de diversas cidades por todo o Brasil e consultor do Diagnóstico Nacional de Drenagem e Manejo de Águas Pluviais Urbanas (para o Ministério do Desenvolvimento Regional). É autor e coautor de mais de 20 livros e artigos técnicos, como também dos manuais de drenagem de Curitiba, São Paulo e Distrito Federal. Atualmente presta serviços de consultoria para empresas projetistas e entidades públicas.

MARCEL COSTA SANCHES

Marcel Costa Sanches é graduado em Engenharia Civil, com aperfeiçoamento em regulação de serviços públicos pela Warrington College of Business da Universidade da Flórida (EUA) e pela London School of Economics and Political Science – LSE (Reino Unido). Funcionário de carreira da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – SABESP, possui uma trajetória profissional direcionada para formulação, implementação e acompanhamento de políticas públicas nas áreas de saneamento básico, infraestrutura urbana e habitação. Atualmente, exerce a função de Superintendente de Assuntos Regulatórios da Companhia desde março/2016, com destaque para a coordenação dos processos de contratualização com os municípios, regulação técnica, fiscalização regulatória e revisão tarifária. É membro do Conselho Estadual de Saneamento – CONESAN, Secretário Geral da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES e Coordenador da Câmara Técnica de Regulação da Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento – AESBE.

MARCO ANTONIO LOPEZ BARROS

Marco Antonio Lopez Barros, 53, Engenheiro Civil pela Universidade de Mogi das Cruzes, pós Graduação em Saneamento Básico pela Faculdade de Saúde Pública – USP, tem 29 anos de história profissional na Sabesp, grande parte dedicados à área de Operação e Manutenção de Sistemas de Distribuição de Água e Coleta de Esgotos. Como Superintendente da Unidade de Negócio de Produção de Água da Sabesp, esteve à frente da Unidade quando ocorreu a maior crise hídrica já registrada no Estado. Atualmente Superintendente de Gestão de Empreendimentos, responde pela implantação das Unidades Recuperadoras no Projeto Novo Pinheiros, além de obras de aumento da segurança hídrica.

MARCOS HELANO FERNANDES MONTENEGRO

MARISA GUIMARÃES

Engenheiro civil, formada em 1979 pela Faculdade de Engenharia Civil da Universidade Federal do Paraná, com pós-graduação em Saneamento e Recursos Hídricos pela Universidade de São Paulo e especialização em administração – CEAG, da Fundação Getúlio Vargas. Atuou na Sabesp por 31 anos, tendo ocupado diversas funções gerenciais. Ao longo de sua carreira profissional na Sabesp trabalhou nas áreas de Assuntos Regulatórios, na assessoria da Diretoria de Sistemas Regionais, na área de informações aos investidores da Diretoria Financeira, na operação de esgotos de da Região Metropolitana de São Paulo, de desenvolvimento tecnológico e em projetos de esgotos no Projeto Tietê. Ocupou cargo de Coordenador de Saneamento da Secretaria de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo, gestão 2008/2011, tendo sido responsável pela elaboração e desenvolvimento de 116 Planos Municipais de Saneamento no Estado de São Paulo (água, esgotos, resíduos sólidos e drenagem urbana) e pela montagem e contratação de financiamento internacional junto ao Banco Mundial para o Programa de Recuperação das Águas Paulistas – REÁGUA), que objetiva a recuperação das águas por meio de ações de coleta e tratamento de esgotos, uso racional e reuso de água e controle de perdas. Integra a Diretoria Executiva da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, Seção São Paulo - ABES SP e é Coordenadora da Câmara Temática Nacional de Regulação e Tarifas da ABES. Atualmente é membro do Conselho de Orientação de Saneamento Básico – COSB, da Agência Reguladora de Energia e Saneamento do Estado de São Paulo – ARSESP.

MIGUEL ALVARENGA FERNANDEZ Y FERNANDEZ

Miguel Alvarenga Fernández y Fernández Engenheiro Civil, Mestre em Engenharia Urbana Engenheiro Civil/Hidráulico do FIOCRUZ Professor do Curso de Engenharia Civil do CEFET/RJ Presidente da ABES-RJ

MONICA BICALHO

Engenheira Civil pela Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais com especialização em Engenharia Sanitária. Na COPASA – Companhia de Saneamento de Minas Gerais, dedicou-se por 34 anos ao saneamento de pequenas comunidades, tendo ocupado de 2006 a 2015 o cargo de coordenadora de Projetos Estratégicos de Programas de Saneamento Rural. Foi representante da empresa na Comissão de Apoio ao Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (Municipal) e diversos Conselhos e Comitês do Estado de Minas Gerais, como o Comitê Gestor de Convivência com a Seca, Conselho Estadual de Saúde, Conselho Estadual de Desenvolvimento Regional e Política Urbana. Membro da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental desde 1974, foi Presidente da Seção Minas Gerais no biênio 2015/2017 e coordena a Câmara Temática de Saneamento Rural da Associação desde 2008.

NEURI CAVALCANTE DE FREITAS

Neuri Freitas é presidente da Cagece desde 2015 e assumiu a presidência da Aesbe este ano para o biênio 2021-2023. Possui MBA em Controladoria e Finanças pela Universidade do Grande Rio (2001) e mestrado em Controladoria pela Universidade Federal do Ceará (2008). Com vasta atuação nas áreas administrativa, financeira e comercial, implantou importantes ações de segurança hídrica no Ceará e iniciou processos inovadores no âmbito do reúso de águas, modernização administrativa e eficiência dos serviços prestados pela Cagece. Além disso, iniciou processo inovador de implantação da primeira planta de dessalinização de água marinha no Ceará.

PAULO ANTUNES

1984 - Instituto Sul Matogrossense para Cegos Florisvaldo Vargas 1985 a 1989 - Banco Bamerindus do Brasil S/A 2001/2004 - UNIGRAN – Universidade da Grande Dourados Professor da Disciplina de Finanças Empresariais Professor da Disciplina de Marketing Empresarial 1.989 / 2021 – CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Gerente Geral de Agência no período de 1.989 a 2003 Superintendente Regional do Estado de Mato Grosso do Sul e Minas Gerais no período de 2004 a 2016 Diretor Executivo e Vice Presidente de Habitação da CAIXA no período de 2017 a 2020 2021 - Diretor de Relações Institucional da AEGEA Atuação nos Estado de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. FORMAÇÃO ACADÊMICA Contabilidade Técnico Administração de Empresas Graduação Pedagogia Graduação Desenvolvimento de Recursos Humanos MBA Gestão Pública Pós Graduação Gestão Empreendedora de Negócio MBA Gestão Empresarial MBA Gestão de Bancos MBA Certificações CPA 20 IBGC – Instituto Brasileiro de Governança Corporativa Voluntariado Secretário Creche São Francisco Instituto Sul Mato Grossense para Cegos Florisvaldo Vargas Conselho Deliberativo do SEBRAE Conselho de Administração da Associação Comercial de Campo Grande - MS

PAULO RAMÍSIO

Paulo J. Ramísio: Engenheiro Civil, Mestre em Engenharia do Ambiente e Doutor em Engenharia Civil, tem exercido a sua atividade profissional no ciclo urbano da água. É Professor da Escola de Engenharia da Universidade do Minho onde leciona unidades curriculares de graduação e pós-graduação na área da Hidráulica Urbana, Hidrologia, Tratamento de Águas e Águas Residuais e Obras Especiais de Saneamento Básico. É investigador integrado do Centro de Território Ambiente e Construção, onde tem desenvolvido investigação aplicada neste domínio. Foi Pró-Reitor da Universidade do Minho entre 2011 e 2017 e Presidente da Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental entre 2014 e 2021. É autor de mais de 70 publicações técnicas e científicas em conferências, artigos, revistas e livros.

PAULO SALDIVA

Paulo Saldiva formou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em 1977, PhD em 1983, Professor Associado em 1986 e Professor Titular do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em 1996. Ciclista e tocador de harpa. Foi vice-diretor do IEA de fevereiro de 2015 a abril de 2016, membro da Câmara Municipal de São Paulo na gestão de Fernando Haddad, presidente do Comitê de Pesquisa da Faculdade de Medicina da USP de 2012 a 2014, membro do Conselho Científico Comitê da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, EUA – 2012, Membro do Comitê de Qualidade do Ar da Organização da Saúde (OMS) – 2005. Membro do painel do IARC que avaliou a carcinogenicidade da poluição do ar ambiente em 2013. Por mais de 25 anos, sua pesquisa enfocou os efeitos da poluição do ar ambiente na saúde, incluindo estudos experimentais, epidemiológicos e clínicos. É coordenador do Instituto Nacional de Análise Integrada de Risco Ambiental do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e do Núcleo de Pesquisa em Autópsia (NUPAI). É autor de 723 artigos referenciados no Web of Science DataBase, resultando em um índice h de 56 e 13.144 citações. Concluiu a supervisão de 56 alunos de PhD.

PEDRO ÁLVARO

Pedro Álvaro, licenciado em Engenharia do Ambiente pela Faculdade de Ciência e Tecnologia da UNL – Ramo Sanitária em 1995. Pertence ao Conselho Diretivo da APESB e é membro efetivo da Ordem dos Engenheiros. Desenvolve a sua atividade profissional na área do saneamento, nomeadamente na gestão operacional de sistemas de drenagem e tratamento de águas residuais desde 1996, exercendo atualmente funções de Diretor de Operação da Águas do Tejo Atlântico, empresa do Grupo Águas de Portugal. A sua experiência profissional passou também, na gestão de empreitadas de construção de infraestruturas de transporte e tratamento de águas residuais, de grande dimensão.

PEDRO MIGUEL BASTOS

Pedro Bastos é licenciado em Engª Biológica pela Universidade do Minho e pós-graduado em gestão de empresas pela Católica Porto Business School. Desempenhou funções de direção em empresas privadas e públicas do setor da água. Atualmente é Diretor de Exploração da Águas do Norte, empresa do Grupo AdP. Tem focado a sua atenção na economia circular, gestão energética e neutralidade carbónica, inovação de processos e eficiência operacional. É vice-presidente da Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental - APESB. É consultor de empresas no domínio da eficiência hídrica e energética. É sócio fundador da editora de livros digitais multimédia – a BeBrightBook, lda.

PERCY SOARES NETO

Percy Soares Neto é diretor executivo da ABCON SINDCON – Associação e Sindicato Nacional das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto. É especialista em Economia do Meio Ambiente pela Universidade de Alcalá de Henares, com mestrado na UFRGS. Trabalhou também como coordenador da rede de recursos hídricos da Indústria da CNI e no Ministério do Meio Ambiente. Autor do livro “Construindo a Segurança Hídrica”, lançado em 2018.

RENATA RUGGIERO

Formada em Economia pela Universidade de São Paulo (FEA-USP) e com pós-graduação em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Ao longo dos últimos 20 anos, atuou como executiva à frente das áreas de Sustentabilidade, Comunicação e Desenvolvimento Organizacional de grandes empresas, tais como Banco Real (atual Banco Santander) e Racional Engenharia. Participou da criação da Ideal Invest, fundo de investimento de impacto, voltado para o financiamento da educação superior no Brasil. Também atuou na liderança de projetos de sustentabilidade junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e foi sócia-fundadora e presidente do Projeto LACE, organização sem fins lucrativos com foco no desenvolvimento de crianças e adolescentes por meio do lazer, arte, cultura e educação. Mais recentemente, assumiu a direção executiva do Instituto Reciclar, tendo sido responsável pela transição de seu modelo de atuação e pela gestão de seu fundo endowment. Atualmente, é Diretora Presidente do Instituto Iguá de Sustentabilidade, que tem como missão contribuir para a universalização do saneamento no Brasil, por meio da inovação e da educação. Também é membro do Conselho da Latimpacto (Latin American Venture Philanthropy Network), do Instituto Mosaic, do Instituto Opy e da ASA (Associação Santo Agostinho).

RICARDO ROVER

Ricardo é engenheiro civil e trabalha na Companhia Riograndense de Saneamento - CORSAN por 35 anos, período no qual trabalhou como Coordenador Operacional - responsável pelos sistemas de abastecimento, Superintendente Regional e Diretor de Operações. Atua hoje como assessor da Diretoria de Operações para questões relacionadas a perdas de água. Possui MBA em Gestão e Negociação Empresarial, é diretor da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – Seção Rio Grande do Sul (ABES-RS) e coordena a Câmara Temática Nacional de Gestão de Perda e Eficiência Energética da ABES. Também é instrutor do "Curso Básico de Controle e Redução de Perdas" – EAD (educação a distância) da UNIABES.

RODRIGO CAMPOS DE OLIVEIRA

Administrador de empresas pela FGV-EAESP, com MBA Executivo Financeiro pelo INSPER-SP e Mestrado em Sustentabilidade pela FGV. Atuou nas áreas de Marketing e gestão comercial em empresas como Natura, Unilever e Suzano. Hoje, Rodrigo atua principalmente com foco na gestão econômica e investimentos voltada para resíduos sólidos. É presidente da empresa de engenharia FRAL Consultoria, que realiza planos e projetos em meio ambiente e fundador da startup de logística reversa Green Mining. Também é membro do grupo de trabalho de vidros na câmara municipal de São Paulo, integra o conselho técnico do HUB de Economia Circular e coordenador do comitê de logística reversa da ABES.

RODRIGO HEPP

Gerente de Serviços Técnicos da Hydranautics para a América Latina. 22 anos de atuação no mercado de tratamento de águas em empresas públicas e privadas de diversos segmentos, atuando na gestão, operação e controle dos processos em sistemas de tratamento. Ampla experiência em operação sistemas de membrana de osmose reversa, nanofiltração e Ultrafiltração. Atualmente trabalhando no suporte para a criação de soluções em tratamento de membranas para os diversos ramos de aplicação.

RODRIGO PROENÇA DE OLIVEIRA

Engenheiro Civil pelo Instituto Superior Técnico e doutorado em Engenharia Civil e do Ambiente pela Cornell University, E.U.A. É professor e investigador no Instituto Superior Técnico - Universidade de Lisboa e consultor da área de Ambiente e Recursos Hídricos na Bluefocus. Assume ainda funções de secretário do Conselho da Região Hidrográfica do Tejo e do Oeste. Há mais de 30 anos que desenvolve a sua atividade na área da hidrologia e da gestão e do planeamento de recursos hídricos, tendo participado num grande número de projetos nestes domínios, nomeadamente em Portugal, Brasil, Cabo Verde e Moçambique.

RONALDO ANDREOS

Bacharelado em Engenharia Mecânico pela Universidade Paulista (2006), com Pós Graduação em Eficiência Energética Industrial pela UNICAMP (2009) e Mestrado em Energia pela USP-IEE (2013). Recebeu certificado de honra ao mérito pelo CREA por ter se destacado em primeiro lugar no curso de engenharia mecânica. Professor dos cursos de climatização e cogeração a gás na ABEGAS (2008 a 2010). Possui experiência internacional na transferência de tecnologia e no desenvolvimento de novos fornecedores em países como, Estados Unidos, Japão, Índia, Coreia e Reino Unido. Possui mais de quinze anos de experiência no mercado de energia, tendo atuado nas áreas técnica e comercial de Geração, Cogeração e Climatização na Comgás, três anos de experiência na área de engenharia de empresa fabricante de fornos industriais, doze anos de experiência em empresas fabricante de equipamentos de ar condicionado nas áreas de engenharia, aplicação e comercial tais como Trane, Carrier e Daikin, atualmente é gerente comercial na Comgás, liderando uma equipe de cinco consultores comerciais e professor de Cogeração no curso de especialização em Energias Renováveis, geração distribuída e eficiência energética do PECE na USP-Poli, tendo orientado mais de 40 trabalhos de conclusão de curso.

ROSEANE MARIA GARCIA LOPES DE SOUZA

Roseane M. Garcia Lopes de Souza - Coordenação Nacional da Câmara Temática de Resíduos Sólidos da ABES. Possui graduação em Engenharia Sanitária pela Universidade Federal do Pará. Pós-graduação em Engenharia Ambiental pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Pós-graduação em Perícia e Auditoria Ambiental pelo IPEN. Atuou como engenheira no Centro de Vigilância Sanitária e Centro de Vigilância Epidemiológica. Tem experiência na área de Saúde Coletiva e Saúde Ambiental, com ênfase em Vigilância em Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: vigilância da qualidade da água, resíduos de serviços de saúde, vigilância de populações exposta a área contaminada, saneamento, padrão de potabilidade e qualidade da água.

RUI CUNHA MARQUES

Licenciado, pós-graduado, mestre, doutorado e agregado, é Professor Catedrático no Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos no Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa (IST). É investigador do CERIS (IST), da Public Utility Research Center (PURC) na Universidade da Florida e do Centro of Local Government (CLG) na Universidade de New England. Áreas de especialização: regulação de serviços públicos, avaliação de desempenho, gestão de projetos, contratação pública, parcerias público-privadas e serviços de infraestruturas. É autor de mais de 500 publicações científicas, 13 livros, 2 teses, 200 artigos e mais de 300 relatórios técnicos. É consultor do Banco Mundial.

SAMANTA TAVARES DE SOUZA

Coordenadora Comitê Nacional da Qualidade no Saneamento - ABES e Superintendente Comercial e de Relacionamento com os Clientes - 2017/atual. Graduada em Administração de Empresas com ênfase em Comércio Exterior pela Universidade Metodista de São Paulo. Pós-graduada em Administração Contábil e Financeira pela Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP. Extensão em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas – FGV. Pós MBA Executivo pela FIA-USP. Business Administration pela Columbia University de Nova York. Aperfeiçoamento de Carreiras Empreendedoras em Suffolk University em Boston, Massachusetts. Liderança na Inovação - Massachusetts Institute of Technology. 112a Turma Instituto Brasileiro de Governança Corporativa - IBGC - Formação Conselheiros de Administração.

SÉRGIO AYRIMORAES

Sérgio Ayrimoraes - engenheiro civil, mestre em tecnologia ambiental, com experiência em saneamento, planejamento e gestão de recursos hídricos. Desde 2003, especialista da ANA – Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, sendo responsável nos últimos 10 anos pela coordenação de planos de recursos hídricos e estudos sobre segurança hídrica, controle da poluição e os usos múltiplos da água.

SÉRGIO MURILO GUIMARÃES

Administrador de Empresas pela Faculdade de Olinda e Pós-Graduação em Engenharia de Saneamento Básico e Ambiental pela Universidade Cidade de São Paulo, Analista de Gestão da Companhia Pernambucana de Saneamento – COMPESA há 37 anos. É Técnico em Saneamento Básico pela Escola Técnica Federal de Pernambuco, especialista em gestão de sistemas de abastecimento de água, e gerenciou por três anos Programa de Saneamento Ambiental da Bacia do Rio Ipojuca –PSAIPOJUCA, financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, participou do grupo técnico que desenvolveu o Modelo de Gestão para o Saneamento Rural em Pernambuco, financiado pelo Banco Mundial. Atualmente é o Coordenador do Núcleo de Saneamento Rural incubado na Diretoria de Articulação e Meio Ambiente – DAM.

SIMONE SIMÕES

Graduada em Administração de Empresas, Pós-Graduada com MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e MBA em Saneamento Ambiental pela FESPSP. Tem 28 anos de experiência na Sabesp e atuou como Gestora nas áreas de: Grandes Consumidores, Comercial & Marketing e Unidade de Gerenciamento Regional. Atualmente ocupa a função de Gerente do Departamento de Planejamento Integrado e Relações Comerciais da Unidade de Negócio Centro da Sabesp.

SUSANA NETO

Presidiu à Comissão Diretiva da Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos entre 2018 e 2021 e é atualmente a Presidente da Mesa da Assembleia da APRH. Com uma carreira académica internacional, detém afiliações em duas universidades australianas, Adjunct Professor na Universidade de Western Australia (Faculty of Science) desde 2012 e Adjunct Professor na Universidade de Griffith desde 2018. Em Portugal, Susana Neto é Membro Integrado no CERIS / IST (Centre of Civil Engineering Research and Innovation for Sustainability), desde 2014 e afiliada na Universidade de Lisboa desde 2003, onde obteve os graus de Licenciatura em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico (IST) em 1982 e de Mestrado e Doutoramento em Planeamento Regional e Urbano, obtidos em 1987 e 2010, respetivamente. Nesse contexto tem desenvolvido intenso trabalho académico e profissional nas áreas da Integração Territorial da Governança da Água, Políticas de Água, Planeamento Regional, Desenvolvimento Sustentável e Desenvolvimento Urbano, entre outras áreas. Apresentou e apresentou e publicou cerca de 200 títulos nas áreas da gestão da água e planeamento territorial. Susana Neto integra também atualmente o Grupo da OCDE – Water Governance Initiative Group (WGI) – desde 2016. Entre 1997 e 2001 desempenhou tarefas de coordenação na Equipa do Plano Nacional da Água, no INAG, onde acompanhou os primeiros 15 Planos de Bacia Hidrográfica e o primeiro Plano Nacional da Água, aprovados em 2001. Representou Portugal na European Knowledge Network (EUKN) entre 2006 e 2012 e integrou o Comité de Coordenação do Programa Operacional Europeu URBACT, entre 2007 e 2014, também em representação do Pais. Susana é ainda Delegada do Programa HELP | IHP da UNESCO, para a Bacia do Guadiana, desde 2004. Na última década, Susana Neto tem desenvolvido metodologias inovadoras na área da pedagogia para a Gestão Integrada e Governança da Água, tendo lecionado em cursos de Mestrado e pós-Graduações internacionais, na Europa, Austrália e India, para mais de 300 estudantes oriundos de cerca de 70 Países.

SUZANA MONTENEGRO

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Pernambuco mestrado em Engenharia Civil-Hidráulica e Saneamento pela Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, Ph D em Civil Engineering - University of Newcastle Upon Tyne . Realizou Pós- Doutorado no Centre for Ecology and Hydrology- Wallingford e estágio sênior no Laboratoire dEcologie des Hydrosystèmes Naturels et Anthropisés (LEHNA), Université Claude Bernard Lyon 1, França e na TECHNISCHE UNIVERSITÄT DRESDEN, Alemanha . É professora da UFPE desde 1990. Atualmente é Professora Titular, membro permanente do Programa de Pós- Graduação em Engenharia Civil da UFPE (Mestrado e Doutorado) e do Programa de Pós- Graduação em Engenharia Agrícola e Ambiental da Universidade Federal Rural de Pernambuco (Mestrado e Doutorado) e do Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua). Atualmente é Diretora- Presidente da Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC). É membro da Academia Pernambucana de Engenharia e da Academia Pernambucana de Ciências.

VANESSA BRITTO

Engenheira Sanitarista e Ambiental pela Universidade Federal da Bahia (2011), mestre em Ecologia aplicada à Gestão Ambiental pela Universidade Federal da Bahia (2017). Associada ABES desde 2008. Membro do Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento (ONDAS). Atualmente trabalha como engenheira consultora e é diretora nacional da ABES para a Região Nordeste.

VASCO BRANCO

Licenciado em Biologia pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (2003). Trabalhou alguns anos no Instituto Nacional de Investigação Marinha e Atmosférica do Laboratório de Contaminação de Metais Pesados. Em 2008 iniciou o Doutorado em Farmácia (especialização em Toxicologia), na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL). Atualmente, é pesquisador da FFUL, onde continua a linha de pesquisa sobre o papel dos sistemas ativos redox (glutationa e tioredoxina) na toxicidade do mercúrio, mas ampliou seus interesses para estudar o uso de sistemas redox como alvos potenciais na terapia do glioblastoma. e avaliar a toxicidade de outros poluentes ambientais, como PAHs e nanoplásticos. Estabeleceu uma rede que inclui pesquisadores dos Estados Unidos (Prof. Michael Aschner, Albert Einstein College of Medicine), Brasil (Prof. João Rocha, Universidade Federal de Santa Maria e Prof. Marcelo Farina, Universidade Federal de Santa Catarina) e da China (Dr. Jun Lu, Southwest University) e Portugal (Marta Martins, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa). Internamente, no iMed.ULisboa, tem colaborações com vários grupos de investigação como a Filipa Vale (especialização em microbiologia e bioinformática). Ao longo da carreira, colaborou em vários projetos de investigação e orientei vários alunos (licenciatura, mestrado, doutoramento). Desde 2010, está inscrito como docente na FFUL em cursos relacionados com Toxicologia, tendo colaborado em cursos de Bioquímica, Toxicologia e Avaliação de Risco em outras Instituições de Ensino Superior e tendo orientado alunos de todos os níveis de licenciatura. É autor de 39 publicações originais revisadas por pares e apresentou várias comunicações orais e em pôsteres em conferências e seminários. Tem pós-graduação em Ciência da Comunicação (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa, 2017) e outra em Pedagogia do Ensino Superior. É pesquisador certificado em Ciência Animal de Laboratório (FELASA Categoria B).

WLADIMIR ANTONIO RIBEIRO